terça-feira, 18 de novembro de 2008

Campanha de Adesões à Luta dos Trabalhadores da Flaskô!

Nós, trabalhadores da fábrica ocupada Flaskô, já recebemos milhares de mensagens de apoio à luta pela estatização sob controle operário, em defesa dos empregos, direitos e o parque fabril.

Publicamos abaixo, uma pequena lista de apoiadores, entidades e organizações que nos apóiam ou já nos ajudaram de alguma forma, no último período.

Envie você também uma mensagem para os trabalhadores da Flaskô! Seja um apoiador do Movimento das Fábricas Ocupadas!


Organizações, parlamentares e personalidades políticas

Corrente Marxista Internacional (CMI)
Esquerda Marxista
Corrente Marxista Revolucionária (CMR/Venezuela)
Partido Movimento Ao Socialismo (PMAS/Paraguai)
Partido Social Democrata da Áustria
---------------
Senador da República Eduardo Suplicy (PT)
Francisco Toro, diretor da Petroquímica Venezuela (Pequiven)
Eduardo Samán, presidente da Indecu (Instituto Defesa do Consumidor – Venezuela)
José Antônio Bacchin, prefeito de Sumaré/SP
Lucíola Rodrigues Jaime, Superintendência Regional SP do Ministério do Trabalho
Deputado Estadual Raul Marcelo (PSOL)
Vereador Adílson Mariano (PT Joinville/SC)
Vereador Roque Ferreira (PT Bauru/SP)
Vereadora Marcela Moreira (PSOL/Campinas)
Vereador Paulo Búfalo (PSOL/Campinas)
Vereador Carlos Signorelli (PT/Campinas)
Vereador Ângelo Barreto (PT/Campinas)
Vereador Geraldo Medeiros (PT/Sumaré)
Vereador Niraldo (PCdoB/Sumaré)
Vereador Dito Lustosa (PCdoB/Sumaré)
Vereador Breno Cortella (PT/Araras)
Renato Simões - Diretório Nacional do PT
Valter Pomar - Diretório Nacional do PT
Edinho – presidente do PT SP
PT SC
PT Joinville/SC
PT Campinas/SP
PT Caieiras/SP
PT Sumaré/SP
PSOL SP
PSOL Campinas/SP
PCB Campinas/SP
Liga Estratégia Revolucionária (LER/QUI)


Entidades sindicais e movimentos operários:

FRETECO – Frente de Trabalhadores em Empresas em Co-gestão e Ocupadas da Venezuela
União Nacional dos Trabalhadores da Venezuela (UNT)
Movimento Nacional de Empresas Recuperadas da Argentina (MNER)
Comissão de Fábrica da IMPA (metalúrgica ocupada de Buenos Aires)
Hotel Bauen (Buenos Aires) - sob controle dos trabalhadores
Fábrica Ocupada Zanon - Argentina
ANTA (Associação Nacional de Trabalhadores em Autogestão/Argentina)
Central dos Trabalhadores da Argentina (CTA)
Central Operária da Bolívia (COB)
Federação Sindical dos Trabalhadores Mineiros da Bolívia (FSTMB)
Central Sindical do Uruguai PIT-CNT
CUT Autêntica do Paraguai
Cerâmica Itagua, Cerro Guy e demais fábricas ocupadas do Paraguai
Confederação Geral dos Trabalhadores do Peru
Joe Macharia, sindicalista do setor da construção civil do Quênia

Executiva Nacional da CUT
Confederação Nacional do Ramo Químico – CNQ/CUT
Federação Nacional dos Ferroviários – FNITST/CUT
CUT SP
CUT Campinas
CUT SC
CUT PE
Direção Nacional da Intersindical
Direção Nacional da Conlutas
Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas
Sindicato dos Químicos de Recife/PE
Sindicato dos Químicos Unificados Campinas – Osasco - Vinhedo
Sindicato dos Petroleiros de Campinas
Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Campinas (SINTECT-CAS)
Sindicato da Construção Civil de Campinas
Sindicato dos Pesquisadores de Campinas (SindPq)
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Campinas (STMC)
Sindicato dos Trabalhadores da UNICAMP (STU)
Sindicato dos Trabalhadores da USP (SINTUSP)
Sindicato dos Sapateiros de Franca
Sindicato dos Ferroviários de Bauru
Sindicato dos Vidreiros de SP
Sindicatos dos Servidores Municipais de Florianópolis/SC (Sintrasem)
Sindicato dos Metalúrgicos de Garuva e Itapoá/SC
...

Movimentos Sociais
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST)
Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD)
Movimento Terra e Liberdade (MTL)
União Nacional dos Estudantes (UNE)
Vila Operária e Popular
Associação de Moradores do Parque Bandeirantes
Brigadas Populares - MG
Ocupação Reitoria da USP
União Paranaense dos Estudantes
DCE UNICAMP
DCE PUC Campinas
DCE Universidade Federal de Uberlândia
DCE Universidade Federal de MG
CACH – UNICAMP
Movimento Estudantil da UNESP-FATEC
Juventude Revolução (JR)
Movimento Negro Socialista (MNS)
Grupo de Estudos de Direito Crítico (GEDIC) - PUC/Campinas
Coletivo “Universidade Popular” da UNICAMP
Pesquisadores do Movimento das Fábricas Ocupadas: Felipe Raslan (Mestrado IFCH UNICAMP), Paulo Carioca (doutorando Ciências Sociais UFRJ), Sammer Sam (Economia UFSJ), Josiane Lombardi Verago (Doutoranda Ciências Sociais USP), Bia (Psicologia USP), Gracielli Prata (Ciências Sociais UNESP-Araraquara)....


Grupos artísticos e culturais

Grupo de Rap A Família
Banda Somo Black
Banda Invasão Rasta
Espaço Cultural Dolores/SP

3 comentários:

Anônimo disse...

Renata Ap. da Costa - servidora municipal de Campinas

marconi disse...

No momento em que governos europeus estatizam "papéis podres" de bancos falidos e o governo federal cria fundo de bilhões de reais para "comprar" financeiras e atender os caprichos de banqueiros, é indefensável a sua política de liquidação judicial das indústrias ocupadas e produtivas, que colocará centenas de operários na rua.

Marconi

Moacir Simples Assim ☭ disse...

Chega a ser óbvia a constatação de que se o patrão não é capaz de gerir o próprio negócio, ele é o incompetente que deve ser demitido e não os trabalhadores que sempre cumpriram com zelo as tarefas que lhes eram atribuídas.

Se um trabalhador produziu 10 mil automóveis, por exemplo, tem o direito a receber por esse trabalho, esteja ou não o "empresário" com dificuldades para vender sua produção.

Acredito que o povo pode rapidamente tomar os sindicatos e as empresas, à medida que a crise se aprofundar.

Toda barriga vazia é marxista.

Vocês tem todo o meu apoio.

Juntos venceremos!