terça-feira, 24 de julho de 2007

Audiência pública na Assembléia Legislativa de SP foi emocionante!

O auditório Franco Montoro na ALESP ficou pequeno para as 200 pessoas que acompanharam a Audiência Pública que debateu a situação atual das fábricas ocupadas. O INSS de SP e o Escritório do Gabinete da Presidência da República em SP foram convocados oficialmente, mas não compareceram. Uma carta de repúdio será enviada em resposta a essa falta de compromisso com o povo paulista.
Na mesa, relatando e apoiando a luta dos trabalhadores da Cipla, Interfibra e Flaskô estavam o Deputado Estadual Raul Marcelo, a vereadora de Campinas Marcela Moreira, um representante do Deputado Federal Ivan Valente (os três do PSOL), o Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas, Osasco e Vinhedo, além dos camaradas Aldemir Pontes (Dema) e Pedro Santinho, ambos do Conselho de Fábrica da Flaskô.
No plenário estavam presentes: a Esquerda Marxista do PT, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto de Itapecerica da Serra, MST, um representante da coordenação nacional da Conlutas, um militante do PCB de Sergipe - que no momento estuda em universidades paulistas – além de professores, estudantes e apoiadores.
Como encaminhamentos finais, será enviado ofício solicitando uma reunião com o ministro da Previdência, Luís Marinho e outra carta pedindo uma reunião com o secretário estadual de Minas e Energia para tratar do corte de energia elétrica da Flaskô.
Em breve divulgaremos um relato mais completo dessa importante atividade que tomou conta da “casa do povo de SP” por cerca de quatro horas e que emocionou os presentes.

Um comentário:

Caetano disse...

Sim, a audiência foi muito boa!!! Parabéns. A luta continua. Força companheiros!!